domingo, 3 de julho de 2011

Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe


Nunca imaginei que pudesses ter-me dito aquilo. Fiquei petrificada ao ler aquelas palavras. Foi como se uma seta tivesse atravessado o meu peito. Não confias no que faço, nem no que digo, e a confiança é  fundamental para que o que quer que seja dê certo.
Lamento informar-te, mas se estás à espera de um pedido de desculpas da minha parte, esquece, porque não vais ter. Porquê? Porque eu fui sincera, e o que recebo é o quê?! Aquelas estúpidas e cruéis palavras que sei que não merecia.
Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca acabe. Já comprovei a primeira parte da frase, quanto à segunda, estou a tratar disso.
Eu não merecia, e tu sabes disso!

6 comentários:

Maggie disse...

ohm, muito obrigada querida :)

Cinda disse...

Imagino mesmo a tua dor :s Ninguém deveria ouvir isso, por muitos erros que se tenha cometido!

Mariana disse...

obrigada:) vou seguir também!

Abs Jackson disse...

« Não confias no que faço, nem no que digo, e a confiança é fundamental para que o que quer que seja dê certo. »
acredita mesmo nisso querido , logo no ínicio se vês que não há confiança não há nada !
não vale a pena tapar os olhos e dizer para ti mesmo que vai dar , que é só uma fase e que vai passar , não adianta enganar ninguém , mais vale cortar o mal logo pela raíz .

acho que és a primeira pessoa que passou exactamente pelo mesmo que eu, acredita que cometi ainda mais erros que tu e que custa !

- Adriana a. disse...

identifiquei-me com esta tua dor, e como referiste: "Foi como se uma seta tivesse atravessado o meu peito".

força :)

- Adriana a. disse...

sim, é mesmo :s
obrigada pela força, é sempre bem-vinda, beijinho querida :)