sábado, 10 de março de 2012

(...)



O teu altruísmo é algo nunca outrora visto por mim, atinge uma dimensão que me ultrapassa por completo. E queres saber porquê? Porque nunca imaginei que alguém fosse capaz de tal proeza por mim.
- Eu tenho medo te magoar e depois te perder.
-Não tenhas e, se o fizeres, eu perdoo-te. Não te preocupes comigo.
Não, nunca pensei em ler uma coisa destas, não de todo. Mas sabes? Era bem mais fácil fazer com que tudo mudasse de um segundo para o outro, que todos os medos e todas as dúvidas desaparecessem. No entanto, isso ainda não aconteceu e a única pessoa capaz de o fazer, de mudar isso sou eu. Sei que não vai ser fácil, mas só queria que valesse a pena. Aprendi contigo que talvez esperar não seja tão mau assim. E sabes outra coisa? Vou lutar pelo “nós”, vou continuar o que estou a fazer agora. Porquê? Porque só se encontra a felicidade quando se entrega o coração.