quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Ajuda (-me)



O que se passa entre nós é muito especial, é muito diferente, mas é difícil de explicar. De qualquer forma, isso não importa. O que realmente tem interesse é o que nos une. É tu seres diferente, é tu seres único, é eu querer ser tua, é eu querer que sejas meu, é eu querer-te. Mas eu não posso esconder que tenho medo. Tenho medo de amar, tenho medo de ser magoada como fora outrora. Agora, para mim, é cada vez mais difícil confiar nos que estão à minha volta, porque depois de muitas desilusões, acabo por preferir manter uma "distância de segurança". Não foste tu que fizeste com que começasse a agir assim, são mágoas passadas que, até este momento, eu pensei já ter enterrado definitivamente, mas, pelos vistos, isso não aconteceu. Acho que uma parte delas continua descoberta, e são estas que me atormentam, são estas que eu temo, são estas que me fazem pensar duas e três vezes antes de tomar uma decisão. No entanto, continua a ser irónico o facto de serem as acções espontâneas que me abrem as portas para oportunidades aliciantes. Quero pedir-te uma coisa, quero pedir-te que me ajudes a deitar a última pá de terra sobre estas más lembranças. Contudo, se não voltares a desenterrá-las para mim já é óptimo.
Ao contrário do que tu possas pensar, são as pequenas coisas que tu dizes que me encantam e que me fascinam. Provavelmente, esqueces-te do que disseste, mas eu não. Continuam bem vivas na minha memória. Hoje, isso voltou a acontecer.

33 comentários:

MarcelaMaia disse...

Gostei :)

MarcelaMaia disse...

Oh, obrigada mas não está nada de mais, comparado com o teu linda.

milene mateus. disse...

grande texto :)

Daniela de Sousa disse...

não tens de quê querida :)
mais um texto lindo (...) e sabes, o receio está sempre presente, mas se não tentarmos nunca saberemos se podia dar certo :')

Sofia Moreira disse...

não tens de quê, obrigada eu :)

Cinda disse...

Sim querida, mesmo (: gosto bastante do que escreves!

» ana almeiida disse...

de nada e obrigado tambem por seguires *.*

» ana almeiida disse...

nao tens de agradecer :p

» ana almeiida disse...

ah ah mas não é presiso *.*

Sofia Moreira disse...

muito disso mesmo :)

Sofia Moreira disse...

nada disso :)

Sofia Moreira disse...

nada disso :)

filipa margato disse...

exactamente (:
adoro a música*

Débora disse...

obrigada eu fofinha (:

sofia disse...

obrigada *.*

milene mateus. disse...

eu adorei imenso fofinha :) grande música !

sónia disse...

obrigada, querida.
e tenho tentado ao máximo. obrigada pela força <3

Vanessa Santos disse...

não precisas :)

catarina disse...

gostei !
estou a seguir :)

catarina disse...

muito obrigada eu linda, adoro o texto *-*

Vanessa Santos disse...

ó (:

Daniela de Sousa disse...

entendo sim, é sempre aquele medo que nos atormenta :x

Débora disse...

claro que tenho (:

catarina disse...

não tens de agradecer fofinha (:

milene mateus. disse...

limp bizkit é sempre limp bizkit :)

Sofia Moreira disse...

tenho razão :)

filipa margato disse...

oh, obrigada *.*
a sério, a música é linda (:

simple writer disse...

força minha querida.

Vanessa Santos disse...

é sim (a)

MarcelaMaia disse...

Não posso concordar, mas como tudo, cada um tem a sua opinião :)

catarina disse...

ó :)

inêees disse...

obrigada fofinha :)

Luisa Alves disse...

Gostei *.*

sigo $: