sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Pequena Dor



"A tua pequena dor quase nem sequer te dói. É só um ligeiro ardor, que não mata, mas que mói. É uma dor pequenina, quase como se não fosse. É como uma tangerina, tem um sumo agridoce. De onde vem essa dor, se a causa não se vê? Se não é por desamor, então é uma dor de quê? Não exponhas essa dor, é preciosa, é só tua. Não a mostres, tem pudor, é um lado oculto da lua. Não é vício, nem costume, deve ser inquietação. Não há nada que a arrume dentro do teu coração. Talvez seja a dor de ser, só a sente quem a tem. Ou será a dor de ver, a dor de ir mais além? Certo é ser a dor de quem não se dá por satisfeito. Não a mates, guarda-a bem guardada, no fundo do peito."

4 comentários:

Sofia Moreira disse...

não tens de quê, obrigada eu querida :)

DÉBORA disse...

já tens o design assim á muito tempo? só reparei agora :s gosto muito*
e tu é que és fofinha *.*

Sarafaela disse...

de nada :)

AMEI o texto :$

simple writer disse...

muita muita força minha querida :)
e nada a agradecer , não fiz nada demais. um enorme beijinho e até um dia :)