segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Repeat



Ela: Diz, não percebi.
Ele: Não digo nada, ainda me desligas o telemóvel na cara.
Ela: Claro que não, não faço isso a ninguém.
Ele: Há pouco fizeste-o, e por menos.
Ela: Não fui eu, estivemos uma hora a falar, e a chamada foi abaixo.
Ele: Não digo.
Ela: Por favor, diz.
Ele: Amo-te.
...

E, desde então, ela ficou a pensar no momento, a vivê-lo em pensamento, com se se tratasse de uma música, uma música que não nos fartamos de ouvir, que por vezes é a nossa preferida, e por isso activamos o modo "repetir". E foi assim que, aquela pequena frase, se tornou numa melodia para ela.

...

Ele: Estivemos a falar uma hora?
Ela: Sim.
Ele: Eih, que cena! Pareceram dez minutos.

Ela era capaz de aguentar aqueles "dez minutos" a triplicar, ou até mesmo milhares deles e sabia que queria mais, porque ele era diferente.

11 comentários:

Sofia Moreira disse...

gostei do post querida :)

Sara'C disse...

Gostei muitoo :3

Sofia Moreira disse...

sim sim mesmo :)

Sarafaela disse...

tão fofos :$

simple writer disse...

como gostei : )
um eterno obrigada por cada palavra que me foste deixando ao longo do tempo no mesmo espacinho. peço desculpa por por vezes não ser a mais assidua e atenta ao que escrevias. um enorme beijinho da simple writer

Filipa disse...

Gostei mesmo muito (:

DÉBORA disse...

nem adorei, AMEI :)

PauloSilva disse...

Gostei muito! *-* Também aguentava muitos dez minutos assim !

CatarinaCampos disse...

Tá muito lindo, querida (:

Cinda disse...

Não agradeças querida! E mais uma vez, como sempre, adorei :DD

Josy Liraham disse...

Que lindo o teu blog, já estou te seguindo , quando der me segue de volta! bj
http/apaixonadapormoda-yani.blogspot.com