terça-feira, 19 de abril de 2011

 Tenho saudades daquele menino que eras, daquele menino que sempre que me via esboçava um sorriso lindo e único. Tenho saudades das nossas brincadeiras, dos nossos segredos, das nossas gargalhadas, dos nossos conselhos, de tudo o que fizeste por mim, de tudo o que aprendi contigo, de tudo o que contavas, de tudo que fazias, de como eras.
   Eras um rapaz que sabia exactamente o que queria e não arredava pé sem o conseguir. Sabias exactamente o que fazer, fosse qual fosse a situação.

   AGORA, o que vejo e muito poucas vezes, é um rapaz perdido, que sofre, sem saber o que fazer, que faz quase tudo o que lhe dizem, que confia em toda a gente, que não faz a mínima ideia se o que faz é correcto. O que vejo, é alguém que precisa URGENTEMENTE de falar e de ser ouvido, que precisa de chorar, que precisa de um abraço,  que precisa de um beijo, que precisa de carinho.
    Tu não sofres sozinho, eu SOFRO CONTIGO.
    Sabes? Eu só queria que falasses comigo e dissesses tudo o que te vai na alma, que me contasses o que se passa, que me enumerasses os teus medos,  QUE ME PEDISSES AJUDA! Porque eu também preciso, logo, iríamos segurar-nos, apoiar-nos e lutar mutuamente, lado a lado.

    Sabes onde me encontro, sabes que posso lutar pela tua felicidade, sabes que gosto muito de ti. Não te esqueças de que o meu mal é o mesmo que o teu, só o sentimos de maneiras, tamanhos e lidamos com ele de formas diferentes.
    Ficarei à tua espera, mas se não vieres até mim e se eu souber que não tens mais por onde ir, por causa do teu orgulho (uma das poucas coisas tuas que não mudou ou não desapareceu), irei eu ao teu encontro.
    Eu tenho orgulho em ti, rapaz!
CONFIA EM MIM, POR FAVOR!


2 comentários:

Isabel disse...

Gostei imenso (:

Ana disse...

Obrigada, mesmo. Adorei o post :)